quarta-feira, 11 de abril de 2018

Workshop gratuito em Cabo Frio mostra como receber turista com restrição alimentar



A hospitalidade é mais do que hospedar e alimentar, é o prazer de satisfazer as necessidades dos outros. Na atualidade, diante das alterações das dinâmicas sociais e dos valores, o ritual básico do vínculo humano precisa estar “antenado” não só com o anseio por alimentação saudável, mas também com as alergias e intolerâncias alimentares.  Nesta quarta-feira (11/04), às 15 horas, acontece no espaço Cereall, em parceria com o Convention & Visitors Bureau, o Workshop "A Importância da Hospitalidade à Mesa das Restrições Alimentares", com a eco chef Mônica Bull e a nutricionista Thalita Muniz. 

Muita gente não tem idéia da dimensão do problema, e ainda tem a tendência de não levar a sério acreditando ser “bobagem”, mas a questão é muito séria.  Por exemplo, uma simples faca que cortou um pão, se for usada para passar uma geléia em torrada sem glúten, pode provocar uma reação em quem tem intolerância a essa substância. Dados do Centro para Controle e Prevenção de Doenças nos Estados Unidos (CDC), mostram que cresceu cerca de 50% a incidência de alergias alimentares no mundo, entre 1997 e 2013. De lá para cá os números só aumentam, sugere-se que quase metade da população sofre de algum tipo de intolerância.


Diante da necessidade de qualificação profissional, o workshop vai mostrar como proporcionar qualidade de vida e saúde aos turistas com algum tipo de restrição alimentar. Trata-se de um olhar mais atento a esse crescente nicho de mercado que pode agregar real valor ao turismo local atraindo cada vez mais viajantes de mais qualidade e consciência. Serão abordados: diet, light, sem glúten, sem lactose, vegetariano, vegano e intolerantes, além do controle de qualidade e manipuladores de alimentos. Inscrições pelo telefone: 22 2629-6739. O espaço Cereall fica na Rua José Bonifácio, 28, Centro, Cabo Frio.


Nenhum comentário:

Postar um comentário